Mais do que clientes, parceiros de uma vida

OURINHOS - Tenente Coronel da PM usará serviço prestado pela Service em como estudo de caso em tese de doutorado

Publicado em 17/01/2022


OURINHOS - Tenente Coronel da PM usará serviço prestado pela Service em como estudo de caso em tese de doutorado

O sistema de monitoramento de Ourinhos, realizado pela Service Security a serviço da Prefeitura, será objeto de uma pesquisa que será realizada pelo Tenente Coronel Frederico Afonso Izidoro no programa de doutorado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública do Centro de Altos Estudos de Segurança “Coronel PM Nelson Freira Terra” (CAES) – uma instituição de ensino de pós-graduação da Polícia Militar.

A proposta de pesquisa aceita pela instituição leva o título “O monitoramento eletrônico como ferramenta de planejamento estratégico e tático para otimização da aplicação do policiamento territorial nos municípios com até 200 mil habitantes, com a melhoria do sentimento de segurança”.

O objetivo geral do estudo é identificar os instrumentos necessários para que os comandantes territoriais possam demonstrar aos gestores estaduais e municipais a necessidade de investimento em monitoramento voltado à zeladoria municipal e os ganhos disso, de um modo geral, para a segurança pública. Para isso, o tenente-coronel irá analisar e comparar os índices criminais antes e depois da implantação do sistema de videomonitoramento da Service Security em Ourinhos, ocorrido em 2017.

De acordo com ele, a inspiração para o projeto surgiu após a visita do governador de São Paulo, João Doria, e o secretário executivo da Polícia Militar, Cel PM Álvaro Batista Camilo, visitarem a central de videomonitoramento em Ourinhos, que tem mais de 2 mil câmeras disponíveis em seu sistema e vem obtendo ótimos resultados na prevenção de danos ao patrimônio público desde sua implantação.


Em novembro do ano passado, Ourinhos já tinha sido destaque em uma apresentação do tenente-coronel na Câmara de Vereadores de Bragança Paulista. Na ocasião, ele foi convidado da vereadora Fabiana Alessandri para falar sobre a necessidade de se fazer não só o monitoramento de cercania, já presente na cidade, mas também o de prevenção.

“Atualmente, as 16 cidades que são de responsabilidade do 34° Batalhão da PM, com sede em Bragança Paulista, possuem somente o monitoramento de cercania. Esse monitoramento estimula uma caça depois que o crime já aconteceu. Contudo, 
o desempenho constitucional da Polícia Militar no Brasil é a prevenção. A função da PM é proteger vidas e o patrimônio. E esse sistema de cerca digital é ineficaz na prevenção. Quando ele avisa que o carro que passou foi roubado, furtado ou que o seu proprietário é procurado pela justiça por algum motivo, já houve o roubo, furto ou a violação para que seja expedido um mandado de prisão para aquela pessoa. Ele ajuda a sociedade e de maneira nenhuma ele é ruim. No entanto, tem que ser usado de forma justaposta ao de prevenção, assim como acontece em Ourinhos. 

“Os números apresentados por Ourinhos são realmente impressionantes e favoráveis. Hoje, por exemplo, Bragança Paulista tem 170 mil habitantes, não faz divisa com outro estado, tem guarda municipal e possui apenas 72 câmeras disponíveis. Já Ourinhos, com 120 mil habitantes, faz divisa com o PR, tem a guarda municipal em fase de implementação, mas possui mais de 2 mil câmeras. É óbvio que eu tenho um sistema que deve ser, no mínimo, estudado”, explicou.

O currículo do Tenente Coronel Frederico Afonso Izidoro é extenso. Ele é Mestre em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública; Mestre em Direitos Difusos. Pós-graduando em Direito Constitucional; Pós-graduado em Direito Constitucional Aplicado; Pós-graduado em Direitos Humanos Aplicado; Pós-graduado em Direitos Humanos; Pós-graduado em Políticas Preventivas de Segurança, Cidadania e Direitos Humanos; Pós-graduado em Direito Processual; Bacharel em Direito; Bacharel em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública; Tenente Coronel da Polícia Militar do Estado de São Paulo; Professor de Direitos Humanos, Constitucional e Administrativo; Autor e co-autor em mais de 20 obras e articulista. O trabalho será novamente apresentado no segundo semestre em calendário a ser elaborado pela PMESP.

Além de Ourinhos, atualmente a Service possui o sistema de videomonitoramento público em 11 cidades. São elas: Avaré, Cambará (PR), Chavantes, Ibitinga, Paraguaçu Paulista, Porto Ferreira, Salto Grande, São Pedro do Turvo, Quatá e Tupã.

FacebookTwitterWhatsApp
VOLTAR